Mídia usa Amazônia para desviar o foco do julgamento de Lula, marcado para hoje (27), adverte Carvalhosa

O jurista Modesto Carvalhosa publicou através de suas redes sociais que a 2ª turma do STF julgará nesta terça (27) a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro na condenação de Lula no caso do Triplex. Segundo o jurista, a mídia não está divulgando a ação com o objetivo de desviar a atenção da Cidadania.

Leia a publicação:

"Em meio às polêmicas mundiais em torno dos incêndios da Amazônia, a sinistra 2.ª Turma do STF, dominada por Gilmar Mendes e Lewandowski, vai hoje “julgar” a suspeição de Moro na condenação de Lula no caso do Triplex do Guarujá.

Interessante que a mídia não menciona esse julgamento, desviando o foco das atenções da Cidadania. Para os ministros “garantistas da impunidade” da 2.ª Turma, não importa o fato de que a condenação de Lula tenha sido confirmada em 3 instâncias por 8 a 0, ou seja, por unanimidade. Gilmar Mendes declarou que a Lava Jato é uma organização criminosa e já tem seu voto pronto há vários meses, ou seja, Gilmar antecipou seu voto tornando-se absolutamente suspeito de participar desse julgamento.

Na última sexta-feira, Lula tentou em vão que a Suprema Corte anulasse atos de Moro em ação penal que apura fraudes envolvendo o Instituto das milionárias palestras, que leva o seu nome. Mas como se trata da 2.ª Turma, Lula não desiste.

Na verdade, tudo isso quer dizer que nós, cidadãos cumpridores de nossos deveres, é que não podemos desistir nunca.

Verdade que, num dia, temos de levantar a voz contra o descarado projeto de lei de abuso de autoridade urdido por Renan Calheiros. Verdade que, no dia seguinte, temos de voltar a exigir que o Senado aprecie os pedidos de impeachment contra ministros do STF que cometeram crimes de responsabilidade.

Isso sem contar as outras tantas e tão necessárias bandeiras, como a da manutenção das funções investigativas do COAF, a da Reforma da Previdência, a das candidaturas independentes e voto distrital para eleições municipais do próximo ano.

Ou seja, a todo momento, é preciso que estejamos em alerta máximo contra todos os ardis e trapaças das aves de rapina, mesmo das engaioladas.

Mas não importa: nossa energia é do tamanho do nosso amor pelo Brasil.

E, sim, nós também não desistimos nunca de lutar para termos um País seguro, justo e próspero para todos os brasileiros. Por isso, atenção máxima ao que pode ocorrer hoje na 2.ª Turma do Supremo Tribunal Federal em Brasília."

da Redação

Comentários