O Quiprocó moral da esquerda

A crise de hipocrisia que gerou-se na esquerda nessa última semana, por conveniência das queimadas na Amazônia, reacendeu nos brasileiros, principalmente aqueles declarados isentos, um olhar mais coerente acerca do que o Governo vem enfrentando dos chamados politicamente corretos.

Bastam poucas pesquisas para entender que a esquerda, que domina vários canais de comunicação, usou de artifícios melindrosos para tentar demonstrar ao Mundo, que diferente das administrações anteriores, esse incêndio, foi provocado por falhas de gestão ambiental do governo Bolsonaro.

Mera hipocrisia. Mas, aparentemente, políticos de esquerda são irredutíveis, quando o assunto é admissão de erro, ou mea culpa, e nessas horas a grande imprensa não serve para colocar no quadro do ISSO A GLOBO NÃO MOSTRA, que o maior problema da esquerda, talvez seja realmente a dificuldade de aceitar que sofre de insuficiência moral.

A propósito, a moça que pintou a situação da Amazônia no seu corpo, inserindo entre as pinturas, girafas africanas, se redimiu publicamente, por reconhecer as incongruências nas informações repassadas, não obstante a isso, a esquerda mais uma vez provou a todos que não conhece o muro dos limites, utilizando a figura da primeira dama francesa, Brigitte Macron, como argumento para incitar um novo incêndio, mas dessa vez, na consciência alheia, embora que o maior dano, só atinja diretamente, aqueles que já são sequazes da natureza esquerdista, inquisidores de plantão, adeptos do achincalhamento politico.

Mas o pior erro da esquerda, é achar que pode manter seus aparelhamentos políticos criminosos, sem deixar um rastro de fedor por onde passam, no caso da Amazônia, já é nítido que os responsáveis por acender os fósforos, não somente para queimar a mata, mas sim, por tentar tostar a imagem do Brasil.

O lado bom de tudo é que por efeito desse quiprocó que a esquerda fez, aqueles brasileiros até aqui isentos, despertaram. Somente a velha imprensa prossegue em mais profundo sono, talvez sonhando na época em que reinava as custas dos nossos impostos, pagos aos bilhões de forma sistemática para doutrinar os brasileiros nos moldes comunistas, são como bichanos acalentados no colo da esquerda.

(Texto de Cleiton Andrade. Radialista na rádio Jornal de Canindé-CE, Relações Públicas e acadêmico em ciências políticas)

Comentários