Ir à embaixada da França pedir desculpas é indigno até para um filhote de Tucano

Não fico surpreso com o Randolfe Rodrigues tentando organizar uma reunião entre os governadores do Norte e Macron.

Ex-PSOLista, o senador é um dos expoentes do que existe de mais abjeto na vida pública brasileira. Foi para o REDE para, segundo o próprio Partido do "Socialismo e Liberdade", constituir uma "alternativa política". Ou seja, mostrar-se um "moderado", um comuna de camisinha. Mas a "alma" vermelha continua a mesma. Comprometido somente com a IDEOLOGIA, não com o Brasil.

Kim Kataguiri, porém, me surpreendeu.

Não que eu esperasse algo daquele moleque. Sempre tive os dois pés atrás com o MBL. Pra mim, não passam do time reserva do PSDB. Maquiagem nova nas putas velhas.

Seu discurso "direita pó de arroz", porém, convenceu vários eleitores e, aproveitador como seus mestres, embarcou na "onda" do Bolsonarismo, sem NENHUMA intenção de ser "base" do governo.

Mas ir à embaixada da França, PEDIR DESCULPAS, é indigno até para um filhote de tucano. É o ápice da subserviência de colonizado.

Macron chamou nosso presidente de MENTIROSO, disse que apresentamos dados falsos e somos incompetentes para cuidar de nosso próprio país.

As ofensas do presidente francês não atentaram somente contra Bolsonaro, mas contra TODO O POVO BRASILEIRO.

Questionaram nossa democracia e NOSSA SOBERANIA. Retrataram-nos como uma COLÔNIA DEPENDENTE, que precisa das esmolas europeias para sobreviver. Sendo que são ELES que precisam de nós, até para terem comida no prato.

A eleição de Kataguiri mostra o quanto precisamos amadurecer politicamente.

Ainda nos iludimos com discursos macios. Ainda temos medo de posições firmes e, assim, damos nossos votos a homens de geleia.

NENHUM país tornou-se grande sem PATRIOTISMO. Discursos "paumolengas" transformaram a Europa na nova casa do Islã, enquanto o amor pela pátria transformava o EUA na maior nação do planeta. Se perguntar para um americano "raiz" como a "América" se tornou o que é, ele responderá: "God, Guns and Guts". (Deus, Armas e Orgulho).

Não existe outra fórmula. Enquanto agirmos como colônia, seremos tratados como tal.

Enquanto tivermos congressistas cagões e obedientes, desesperados para agradar os interesses globais, os NOSSOS interesses nunca serão prioridade.

Que o mandato destes nos sirva de aprendizado para que, em 2022, saibamos escolher COM CUIDADO nossos representantes.

Que tenhamos deputados e senadores que saibam negociar de cabeça erguida, em vez de bunda empinada.

"Não vale nada um povo que não sabe defender a honra da sua Pátria." (SCHILLER, Frederich)

Felipe Fiamenghi

O Brasil não é para amadores.

Comentários