"O Moro pediu dez, nove estão garantidos, vou discutir o último", diz Bolsonaro sobre veto do projeto de abuso de autoridade

Nesta segunda-feira (02), o presidente Jair Bolsonaro declarou, em entrevista a jornalistas no Palácio da Alvorada, que pretende vetar 9 dos 10 pontos do projeto de abuso de autoridade aprovado na Câmara dos Deputados no dia 14 de agosto.

Segundo o presidente, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, havia pedido a vetação de 10 pontos.

“O Moro pediu dez, nove estão garantidos, vou discutir o último. Outras entidades também pediram vetos, vamos analisar” - afirmou o presidente.

Bolsonaro já havia descartado o veto integral ao projeto dizendo que há “bons artigos”. Hoje, disse que o Ministério Público (MP), por exemplo, “em muitas oportunidades, abusa”. “Eu sou uma vítima, disse. Respondi tantos processos no Supremo [Tribunal Federal] por abuso de autoridade, isso não pode acontecer. O MP – grande parte [dos procuradores] – são responsáveis, mas individualmente alguns abusam disso aí”, disse.

A decisão final do presidente será revelada até a próxima quinta-feira (05). Em caso de veto, o texto volta para análise do Congresso Nacional, que pode manter ou derrubar os vetos presidenciais.

Presidente Bolsonaro, mais um vez, atendendo o clamor do povo brasileiro.

*Com informações Agência Brasil

da Redação

Comentários