Institutos de pesquisa devem achar que o brasileiro é “burro”

Os institutos de pesquisa devem achar que o brasileiro é burro. Aliás, qualquer outro modelo de negócios que tivesse fracassado como eles fracassaram nas eleições do ano passado, estaria fora do mercado.

Mas eles fingem que nada aconteceu e continuam a nos brindar com suas constatações "infalíveis".

Não só dizem que Haddad ganharia (de novo) caso a eleição fosse hoje, como também afirmam que a desaprovação do presidente vem aumentando.

Já eu, acho engraçado que mesmo sendo o presidente brasileiro mais atacado pela imprensa em toda a história, ele seja reprovado por somente 38%. Do jeito que os vassalos da esquerda atuam na imprensa, sem literalmente ter creditado a Bolsonaro uma única boa ação nos últimos 9 meses, é impressionante que tenha alguém que ainda o apoie.

Sinal de que os que desaprovam a imprensa são muito mais numerosos.

Boa tentativa Datafolha, mas estamos vacinados.

Frederico Rodrigues

Analista Político e Membro da Direita Goiás.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários