Carta aos americanos compara os furacões de lá com os 7 furacões que abalaram o Brasil

Prezados americanos,

Eu sei que vocês estão bastante aflitos com a passagem do furacão Dorian, que até agora já matou 5 pessoas nas Bahamas e causou uma grande destruição.

Mas se é que isso serve de consolo, vou fazer uma comparação entre os furacões de vocês e os nossos:

QUANTIDADE:

Vocês tiveram vários furacões. Nós tivemos 7 terríveis: furacão Sarney, furacão Collor, furacão Itamar, furacão Fernando, furacão Lula, furacão Dilma e furacão Michel.

Temos ainda alguns tornados como o Alcolumbre, o Maia e alguns que ventam lá no STF, mas esses nós vamos dissipar em mais algum tempo.

ALCANCE:

Os furacões de vocês atingiram uma pequena parte do país. Os nossos atingiram o país inteiro;

DURAÇÃO:

Cada furacão de vocês durou apenas alguns dias. Os nossos - apenas 7 - duraram 34 anos;

EVACUAÇÃO E PREVENÇÃO:

Antes da passagem dos seus furacões, muitos de vocês tiveram como fugir. Isso porque vocês tinham conhecimento da direção de cada um deles. Antes da passagem dos nossos, poucos puderam meter o pé e evitar o pior, porque eles iam em todas as direções. Tudo era imprevisível por aqui.

INTENSIDADE:

Os furacões de vocês só foram até categoria 5 e causaram mortes sim, mas cada um deixou dezenas, centenas ou pouco mais de mil mortos, dependendo da categoria. Aqui foi muito pior... Cinco dos nossos foram categoria 6, mas o Lula e o Dilma foram categoria 10.. Os nossos, juntos, deixaram milhões de mortos nas portas do SUS.

DANOS:

Aquilo que os seus destruíram totalmente, pôde ser reconstruído em pouco tempo. Vocês calcularam os prejuízos, e eles chegaram a no máximo a 9 dígitos Já a destruição causada pelos nossos foi tão grande, que calculamos um prejuízo na casa de 11 dígitos e nada pôde ser reparado ainda. Imaginamos que vai levar pelo menos 30 anos para conseguirmos reconstruir o que eles deixaram no chão..

Com base nessa nossa experiência, qualquer coisa falem com a gente... De resistir, sobreviver a essas catástrofes e seguir em frente nós entendemos.

E antes que algum imbecil venha falar do "furacão Jair", não comprem essa ideia. Na verdade esse é a muralha que nós tivemos que construir na marra para barrar os que poderiam vir e acabar de vez com o nosso país.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários