Garotinho e Rosinha, novamente unidos no xilindró

Os ex-governadores do Rio de Janeiro Antony Garotinho e Rosinha Matheus foram presos novamente nesta terça-feira (3).

A motivação para a prisão deve-se ao superfaturamento em contratos celebrados entre a Prefeitura de Campos e a Odebrecht para a construção de casas populares dos programas Morar Feliz I e Morar Feliz II durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita entre os anos de 2009 e 2016.

O rombo provocado pela dupla ultrapassa a bagatela de R$ 1 bilhão.

As propinas oriundas dessas operações eram pagas em espécie para o casal.

Desta feita, Garotinho cedeu a prisão sem fazer escândalo.

Não cola mais...

da Redação

Comentários