O revide da Lava Jato na turma do mal do STF

Com “ferro” a Operação Lava Jato está revidando aos ataques desencadeados por figuras carimbadas com assentos supremos na mais alta corte do país.

Sim, a prisão de Maurício Ferro, genro de Emílio Odebrecht, representa o caminho para que a Operação Lava Jato atinja juízes de tribunais superiores.

O jornal Folha de S.Paulo, inclusive, fez o seguinte ‘alerta':

“Maurício Ferro foi preso, e um grande prêmio da ação estava com ele: um conjunto de quatro senhas de acesso ao precioso sistema interno da empreiteira. Nas coxias da operação, sempre foi dito que Ferro saberia um caminho para algo nunca explorado pela Lava Jato: o braço em que a corrupção não atingia apenas empresários e políticos, mas também juízes de tribunais superiores (…).

Quem com ferro fere, com ferro será ferido”.

da Redação

Comentários