Procurador da Lava Jato detona subprocurador por “lamber botas” de ministros do STF

A atitude do subprocurador da República Antônio Carlos Bigonha, que resolveu pedir desculpas ao STF por críticas técnicas feitas por membros da Lava Jato, mereceu o veemente repúdio do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, atualmente aposentado, mas que teve atuação destacada na operação contra a corrupção.

Em texto publicado nesta quarta-feira (4) Carlos Fernando aponta a incoerência do colega e conclui com extrema virulência:

"Quem se abaixa demais, mostra a bunda".

Veja a íntegra do texto:

"Minha família tem cerca de 70 anos ininterruptos no ministério público e nunca vi ou ouvi tamanho ato de subserviência.
Enquanto a PGR ouve calada ataques grosseiros, irresponsáveis, injustos e gratuitos de Gilmar Mendes contra membros da operação Lava Jato, o subprocurador Bigonha pede desculpas por críticas técnicas feitas por membros do Ministério Público Federal contra decisões daquela corte.
Fala Bigonha que procuradores de primeiro grau devem respeitar as decisões do STF. Trata-se de uma bobagem.
Decisões judiciais são cumpridas, mas devem ser sempre discutidas pelos operadores do Direito e pela população.
Infelizmente há muitas pessoas com medo, há muitas pessoas subservientes, há muitas pessoas omissas, mas, lembrando minha saudosa avó, 'quem se abaixa demais, mostra a bunda'."
da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários