TV JCO - A Cultura da Corrupção: Juiz Lalau e o escândalo do TRT-SP (veja o vídeo)

O segundo episódio da série A Cultura da Corrupção relembra o famoso escândalo do TRT-SP.

Nessa história, um dos personagens principais é o ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, ex-presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo, conhecido popularmente na época como Juiz Lalau!

Ele foi condenado a 26 anos de prisão por desviar cerca de R$ 170 milhões da construção da nova sede do TRT.

Tudo começou em 1998, quando o Grupo OK, do ex-senador Luiz Estevão, perdeu a licitação para a construção do Fórum Trabalhista de São Paulo.

A empresa vencedora, Incal Alumínio, deu os direitos para o empresário Fabio Monteiro de Barros, porém, a polícia descobriu que Fabio repassava milhões para o tal grupo, com aval do juiz Lalau!

Sabe quanto esse crime custou para nós, brasileiros? Mais de R$ 923 milhões, em valores atualizados.

E o que aconteceu com os criminosos?

Nicolau dos Santos Neto foi preso no ano 2000 e solto em 2014 por um indulto da ex-presidente Dilma Rousseff, concedido aos presos com mais de 70 anos que tivessem problemas de saúde e com mais de um quarto da pena cumprida.

Luiz Estevão, o primeiro político cassado pelo Senado Federal, foi preso anos depois, em 2016, e condenado a 31 anos de prisão pelos crimes de peculato, corrupção ativa e estelionato.

E continuamos a ter notícia dele até hoje: na terça-feira (03/09), o ex-senador ofereceu um terreno no Lago Sul, em Brasília, como garantia do pagamento integral da multa de R$ 8,2 milhões determinada pela Justiça por desvios na construção do TRT de São Paulo.

Saiba mais sobre o caso no vídeo:

da Redação

Comentários