A farsa da representatividade popular na Câmara dos Deputados

O brasileiro está aprendendo a duras penas, o valor de um deputado; em ambos sentidos: o quanto ele custa e o quanto ele representa.

As decisões que têm saído da Câmara vêm desapontando a população que não se sente “representada” pelos parlamentares, talvez seja porque de fato não são!

Dos 513 deputados federais, apenas 27 foram eleitos pelo voto direto do povo, os outros 486 foram "puxados" para a Câmara com os votos dados aos partidos e aos demais candidatos.

Entenda como funciona: O sistema de eleição para a Câmara dos Deputados e de vereadores, é o proporcional, diferente do sistema majoritário, que acontece nas eleições dos senadores, presidente, governadores e prefeitos.

A conta é matemática pura, sou uma amante das letras, mas vou fazer o meu melhor para traduzir os números em letras:

São duas contas, a primeira para achar o quociente eleitoral: divide-se o número de votos válidos (sem contar brancos e nulos) pelo número de cadeiras em disputa – na Câmara, há estados que elegem 8 deputados, e estados que elegem 70. Se forem 100 mil votos e dez cadeiras em disputa, por exemplo, o quociente eleitoral é 10 mil.

Na segunda conta se encontra o quociente partidário, dividindo o número de votos que o partido ou a coligação obtiveram pelo quociente eleitoral.

Ao encontrar um número inteiro depois da divisão, desprezando os algarismos após a vírgula, encontra-se o total de cadeiras que o partido ganha. Por exemplo, se um partido ou coligação recebeu 37 mil votos, e o quociente for 10 mil, o resultado da conta dá 3,7, ou seja, o partido teria direito a três vagas, mesmo que um dos deputados não tenha obtido votação suficiente para ser eleito sozinho.

Quer conhecer quem são os deputados que conquistaram suas vagas com votação própria? Veja a lista abaixo:

7 deputados do PSL

Carlos Jordy (RJ)
Delegado Waldir (GO)
Eduardo Bolsonaro (SP)
Felipe Francischini (PR)
Helio Fernando Barbosa Lopes (RJ)
Joice Hasselmann (SP)
Marcelo Alvaro Antonio (MG)

3 deputados do PT

Gleisi Hoffmann (PR)
Marília Arraes (PE)
Reginaldo Lopes (MG)

3 deputados do PSB

Alessandro Molon (RJ)
João Henrique Caldas (AL)
João Campos (PE)

3 deputados do PSD

Flordelis (RJ)
Otto Alencar Filho (BA)
Sargento Fahur (PR)

2 deputados do PR

Josimar Maranhãozinho (MA)
Tiririca (SP)

1 deputado do PSOL

Marcelo Freixo (RJ)

1 deputado do PSC

André Ferreira (PE)

1 deputado do PRB

Celso Russomano (SP)

1 deputado do PROS

Capitão Wagner (CE)

1 deputado do PV

Celio Studart (CE)

1 deputado do Avante

Pastor Sargento Isidório (BA)

1 deputado do DEM

Kim Kataguiri (SP)

1 deputado do Novo

Marcel Van Hatten (RS)

1 deputado do PMN

Eduardo Braide (MA)

E você leitor, está representado na Câmara dos Deputados?

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Comentários