Três fatos que demonstram que a Rede Globo é “inconstitucional” (Veja o Vídeo)

* Esta matéria foi atualizada em 12/09/2019 e contém correções

Em apenas 24 horas, 3 ações que significam muito sobre o conglomerado Globo:

a) ofensa gratuita feita a uma criança pelo portal de notícias da internet G1, por puro ódio à figura do Presidente da República;
b) artigo assinado pelo jornalista Mario Sergio Conti, que tem um programa de entrevistas na Globo News, cita o americano Benjamin Kunkel, dizendo que a facada que o Presidente da República levou há um ano deveria ter perfurado o seu pulmão e o levado à morte;
c) um correspondente internacional (Guga Chacra) que diz, ao vivo, em programa da Globo News, sentir nojo e vergonha das atitudes do presidente da República, Jair Bolsonaro e do Ministro da Fazendo, Paulo Guedes em relação à Brigitte Macron.
“Que nojo, que asco da declaração do ministro da Fazenda do Brasil, Paulo Guedes. É patético. Ele sabe que é errado, que não é uma brincadeira, é uma ofensa, um insulto totalmente infeliz. [...] É inacreditável. As pessoas perderam a noção do que é educação. Um ministro da Fazenda, um presidente da República não têm mais ideia do que é educação, do que é respeito, de como se comportar […] ver um ministro da Fazenda dar uma declaração dessa, assim, consciente do que está falando… que nojo, que asco, que falta de respeito, que falta de educação. [...] Que falta de exemplo, que terror que está acontecendo no Brasil. Que vergonha”.

Veja o vídeo completo com as declarações aqui.

Agora, eu serei radical mesmo (e que se danem os julgamentos).

A Rede Globo tem que ser fechada. Ela já se afastou há muito tempo dos princípios constitucionais que as emissoras de rádio e televisão devem atender, capitulados no art. 221 da Constituição Federal.

Leiam o citado artigo com atenção, na foto abaixo.

A atividade da Rede Globo, como vem sendo feita, é INCONSTITUCIONAL. Temos que chamar as coisas pelo nome, e encarar a realidade.

Eu não sei quando a concessão da Rede Globo termina; mas ela simplesmente não pode ser renovada

ATUALIZAÇÃO: Após a publicação desta matéria, o G1 anunciou que demitiu o responsável pelo comentário.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários