Filme de Vereza, sem “Rouanet”, é selecionado para festival espanhol e extrema-imprensa ignora

O próprio ator e produtor Carlos Vereza usou as redes sociais para comunicar o sucesso de seu filme “O Trampo”.

A produção, que não utilizou nenhum centavo de dinheiro público, acaba de ser selecionada para o Festival espanhol Novo Cine, que irá acontecer em novembro.

Lamentável que a extrema imprensa ignore tal fato, extremamente relevante para o cinema nacional.

A explicação para tal atitude é óbvia. Vereza não comunga da mesma ideologia da extrema-imprensa.

Assim, o próprio ator, com sagaz ironia, utilizou as redes sociais para dar a boa nova.

“Desculpem informar: meu filme, O Trampo, foi selecionado para o Festival espanhol, Novo Cine, em Novembro. Faço por aqui pois a mídia oficial desconhece. Sem lamentos. Obrigado.”

E depois detonou a mídia tradicional:

“Caramba! A mídia oficial além de não divulgar meu filme, o que nenhuma falta me faz, agora diminui a importância dos festivais que selecionaram O Trampo! Parece que o fato de não ter pedido qualquer financiamento está incomodando a rapaziada que só filma se for com patrocínio! Ora, Madrid, Novo Cine e Milão, selecionaram meu filme; então passam a ser festivais “ menores”. Que bom! Que esses festivais menores continuem a me prestigiar; não sofro do mal da soberba. Mas falando em prêmios: se eu fosse casado com uma produtora cinematográfica francesa, se eu cobrisse, como jornalista, por mais de dez anos, o Festival de Cannes, se eu participasse do mainstrean esquerdista da imprensa, talvez eu ganhasse o prêmio do júri no Festival de...Cannes! Ora, por quem sois? Melhor me deixar quieto! Continuem a se fartar com os privilégios conseguidos a base de favores que deixariam enrubescido um frade de pedra!”

Parabéns Vereza!

da Redação

Comentários