Deputado e empresário oferecem recompensa por informações sobre o mandante no caso Adélio (Veja o Vídeo)

O deputado federal Loester Trutis (PSL-MS) e um empresário de Campo Grande (MS), Ciro Fidélis, acabam de lançar uma ofensiva para tentar de maneira mais efetiva descobrir quem mandou matar Jair Bolsonaro.

Em vídeo publicado no YouTube, Trutis e o empresário fazem os seguintes questionamentos:

Quem paga os advogados de Adélio?
Como ele tinha dinheiro para fazer as suas viagens?
Como e porque ele tinha 4 celulares no apartamento?
Como ele pagava um cartão de crédito internacional?

O deputado comunica ainda que a Polícia Federal tem um novo prazo para chegar a essas respostas. Serão mais 90 dias de investigação.

Para tanto, eles oferecem uma recompensa de R$ 100 mil por informações que levem a prisão do mandante do crime.

Veja o vídeo:

da Redação

Comentários