STF não deve recuar e investigação de Renan pode eclodir grave instabilidade entre poderes

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aguarda que o Supremo Tribunal Federal autorize requerimento feito nesta segunda-feira (30) para que possa investigar o presidente do senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), e mais os senadores Delcídio do Amaral (PT-MS), e Jader Barbalho (PMDB-PA).
Em outro pedido, o chefe do Ministério Público quer investigar Renan, Jader e o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE).
Com a prisão do senador Delcídio do Amaral, é esperado que tais investigações sejam autorizadas, vez que está patente na documentação apreendida e nas conversas gravadas, a ação em parceria envolvendo Renan, Delcídio e Jader.
Inclusive, a ligação de Delcídio com Jader é antiga e as suspeitas são de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Com essas novas investigações, Renan será alvo de cinco inquéritos da Lava Jato. Delcídio do Amaral será investigado em duas apurações. Jader Barbalho até então não figurava na lista de investigados. 
Se o Supremo autorizar a investigação, o total de investigados na Lava Jato vai a 68 – 23 deputados, 14 senadores, 1 ministro de Estado e 1 ministro do Tribunal de Contas da União.
Renan Calheiros, logo após a prisão de Delcídio, fez a defesa da importância da separação de Poderes. "Se há alguma coisa que precisa ser preservada na circunstância que vivemos no Brasil é a separação dos Poderes. Eu não vejo sinceramente haver uma influência de um Poder sobre o outro Poder, ao mesmo tempo em que vemos os direitos da Constituição para as garantias constitucionais".
A cruel realidade é que hoje as duas principais casas legislativas do país estão sendo comandadas por duas figuras de qualificações morais extremamente duvidosas, ambos envolvidos em uma série de ilicitudes. Só que isto não é nenhuma novidade. Há muito que se sabe da vida promíscua de Eduardo Cunha e Renan, mesmo assim ambos foram escolhidos entre seus pares. O que leva a uma conclusão simples, que aliás o país já sabe: as duas casas são verdadeiros antro de imoralidade e falcatruas, onde pouca gente escapa.


                                  https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política