Caos à vista: Governo admite paralisação de serviços básicos já na próxima semana

A próxima semana deve marcar a paralisação de serviços básicos por absoluta falta de dinheiro. O alerta é do próprio ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.
Tal situação é reflexo do decreto editado pela presidente Dilma Rousseff na segunda-feira que estabelece o contingenciamento de 10,7 bilhões de reais no Orçamento deste ano.
Entre os serviços com risco de serem simplesmente paralisados estão limpeza e vigilância, passando por recursos destinados a bolsas estudantis e até a emissão de passaportes.
"O governo não pode pagar. Se emitir ordem bancária, é crime", resumiu o líder do PSD, deputado Rogério Rosso (DF).
A esperança do governo é de que o senado aprove a nova meta fiscal. O projeto seria analisado na semana passada, mas a sessão acabou cancelada após a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS).
A proposta autoriza que o governo encerre 2015 com um déficit de até 119,9 bilhões de reais. 
A eventual aprovação da matéria cancelaria o contingenciamento de recursos editado pelo governo. 
Em busca de apoio, o vice-presidente Michel Temer convocou os líderes a garantirem um quórum alto durante a sessão desta quarta-feira, que pode se estender até a madrugada por causa da obstrução de parlamentares de oposição.


                                        https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Economia