CPI da Lava Toga produz o 1º efeito: Desmonta medíocre tese da existência de uma “Milícia Digital Bolsonarista”

Toda confusão causada pela CPI da Lava Toga acabou rachando a direita brasileira.

Enquanto uns exigem que o STF seja investigado pelos senadores, outros acham que bastava o senado votar os dois processos de impeachment que o jurista Modesto Carvalhosa já protocolou contra Gilmar Mendes e Dias Toffoli, ou então, aprovar a revogação da PEC da Bengala, apresentada pela deputada Bia Kicis do PSL, ou ainda, o projeto da frente evangélica que criminaliza o ativismo judicial, sendo transformado em crime de responsabilidade passível de impeachment.

Mas todos esses projetos que tramitam no senado foram barrados, ou, já arquivados, o que causa estranheza à parte da direita, resultando nesse embate de ideias.

Porém, todo esse imbróglio político serviu para derrubar mais uma falsa narrativa da esquerda:

A existência da Milícia Digital Bolsonarista!

Quem não vive para atacar o governo, já recebeu títulos de “gado”, “robô” ou “milicia digital”.

Ora... Se somos todos pagos pelo governo para falarmos bem dele, por que estamos divergindo? Por que não fazemos como a mídia tradicional que lança uma notícia em massa, toda coordenada, com títulos quase idênticos, tentando levar a população a acreditar em uma única versão?

Parece inconteste de que NÃO HÁ MILÍCIA DIGITAL BOLSONARISTA, e de que a direita é um grupo de massa crítica, capaz de divergir entre si e não admite o pensamento único!

Aliás... A tentativa de pensamento único, foi o que ocasionou a nossa pobreza política, nossa aversão por assuntos financeiros, como bolsa de valores e política econômica, permitindo que os antigos governos tivessem a liberdade de fazer o que fizeram conosco.

Gostando ou não de Jair Bolsonaro, de seus filhos, do seu partido, de sua forma de conduzir o país, não há como retirar dele esse mérito.

A eleição de Bolsonaro fez o povo brasileiro começar a se interessar por política e economia e isso é o pesadelo da esquerda...

A tal milícia digital do Bolsonaro é só mais uma farsa que a esquerda usou para justificar a derrota de 2018.

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Comentários