Cabral em delação expõe as vísceras das cortes superiores

A delação de Sérgio Cabral caminha a passos largos.

Depois de ter sido preterido pelo Ministério Público Federal, o ex-comparsa de Lula está se entendendo muito bem com a Polícia Federal.

O ex-governador tem ido, em média, duas vezes por semana à PF do Rio de Janeiro, revela a Revista Época, que complementa: “

“No cardápio exposto à PF, há um punhado de pessoas com foro privilegiado, especificamente ministros dos tribunais superiores — no plural.”

Não é difícil imaginar quem são os ministros que fazem parte das algazarras promovidas por Cabral, não raro com a participação de Lula e Dilma.

Fonte: Revista Época

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários