A Amazônia na ONU, para desmontar a narrativa criada pela imprensa de aluguel (Veja o Vídeo)

Há pouco tempo, a indiazinha do Xingu Ysani Kalapalo gravou um pequeno vídeo contando a verdade sobre sua terra, a Amazônia, e a verdade sobre a sobrevivência de seu povo.

Falou especialmente sobre as queimadas.

Objetiva, acabou desmontando a narrativa criada pela imprensa de aluguel e por personalidades que jamais pisaram ou tem conhecimento da realidade da região.

Não há nada de novo nas queimadas das plantações, que acontecem normalmente todos os anos, garantindo o plantio e comida para meu povo, disse ela.

Não há como plantar sobreviver de outra forma, deixou claro.

A opinião dessa menina, sozinha, tem um peso e um valor infinitamente maior do que as asneiras proferidas por Macron, Leo di Caprio, Will Smith e até do próprio papa, todas juntas.

Porque Ysani fala sobre sua terra.

Sobre sua gente.

Bolsonaro, que afirmou que iria de qualquer forma a New York no dia 24 de setembro, para participar da reunião da ONU e mostrar ao mundo a verdade sobre a Amazônia, acabou convidando a menina para estar ao seu lado.

A cirurgia sofrida por Bolsonaro - resultado do ataque covarde do militante Adélio - foi marcada às pressas justamente para permitir essa viagem.

A respeito, ele declarou:

"Eu vou comparecer à ONU, nem que seja de cadeira de rodas, de maca. Eu vou comparecer porque eu quero falar sobre a Amazônia. Mostrar para o mundo com bastante conhecimento, com patriotismo, falar sobre essa área ignorada por tantos governos que me antecederam"

A presença da índia brasileira Ysani ao seu lado e ao lado de Ricardo Salles, Ernesto Araújo, Eduardo Bolsonaro e Nelson Trad é significativa.

E oportuna.

Afinal, quem melhor para falar a verdade sobre a Amazônia do que seu povo?

O papa?

Marco Angeli Full

https://www.marcoangeli.com.br

Artista plástico, publicitário e diretor de criação.

Comentários