Flavio Morgenstern detona Boulos: "Depois perde pro Cabo Daciolo e não sabe por quê" (veja o vídeo)

Durante o programa Pânico da Jovem Pan desta segunda-feira (23), os convidados foram Guilherme Boulos, ex-candidato à presidência da República pelo PSOL nas eleições do ano passado, e Flavio Morgenstern, analista político e tradutor.

Debatendo sobre o caso da menina Ágatha e do combate ao tráfico, Boulos defendeu que o uso de armas de fogo pela polícia deve ter limites; que as vítimas da violência são, geralmente, indivíduos pobres e negros; que o governador Wilson Witzel deve ser preso por dar "licença para matar", dentre outras pautas.

Em determinado ponto mais quente do debate, Morgenstern achou um aburso - e com razão - a fala de Boulos em defesa do uso moderado de armas no combate aos traficantes. Vale ressaltar que criminosos não usam da moderação quando desejam massacrar policiais e defender seu reinado. Muitos inocentes que, por medo de represálias dos "reis" da favela, acabam vivendo sobre a constante opressão desses criminosos altamente perigosos e armados com artilharia pesada.

Foi nesse momento que Flavio, concordando que há erros por parte da polícia, questionou o psolista: "Quantas vezes você reclamou de qualquer traficante que matou gente da população?"

E Flavio, então, foi direto e óbvio: "Tráfico se combate com ARMAS"!

A partir daí, Boulos indignou-se e começou a atacar pessoalmente seu debatedor e questionar a "qualidade" do programa pela simples presença de Flavio.

O programa virou um bate-boca caloroso. Ironizando Boulos, Morgenstern manda uma direta:

"Depois perde pro Cabo Daciolo e não sabe por quê"

Veja o debate no vídeo abaixo:

da Redação

Comentários