Hipócrita, Manuela diz à PF que parte das mensagens sumiram

Inexplicavelmente, parte das mensagens que a ex-candidata a vice-presidente da República, a ex-deputada Manuela D’Ávila, trocou com o hacker Walter Delgatti Neto, o “Vermelho”, sumiram do celular da dissimulada comunista. É o que ela alegou em seu depoimento para a Polícia Federal.

É evidente que a história contada por Manuela não convence.

De qualquer forma, a primeira afirmação da ex-deputada, logo que sua participação no caso veio à tona, no sentido de que a relação havida entre ela e o hacker restringia-se a uma mera troca de contato telefônico, já caiu por terra, inapelavelmente.

A Polícia Federal sabe que foram 9 longos dias de papo entre a comunista e o hacker.

O celular de Manuela foi entregue à polícia.

Aguarda-se agora que a PF descubra o conteúdo das mensagens que sumiram ‘misteriosamente’.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários