Francisco e a nova “alfinetada” em Bolsonaro

Às vésperas do Sínodo da Amazônia, que acontece no vaticano de 6 a 27 de outubro, o Papa Francisco disse nesta quinta feira (3), que a Amazônia é uma questão mundial e que os demais países devem sim se preocupar.

Ele se referiu a Amazônia como se fosse uma pequena floresta e não um gigantesco bioma natural de dimensões continentais.

A Amazônia que queima não é apenas um problema daquela região, mas um problema mundial”, afirmou, deixando subentendido que é favorável à internacionalização da floresta.

Essa fala é mais uma alfinetada do líder da igreja católica no presidente Jair Bolsonaro, depois de seu histórico discurso na ONU, onde reafirmou a soberania do Brasil sobre a Floresta.

Não é de hoje que Francisco se alinha a líderes socialistas como Maduro, e se opõe a outros liberais, como Bolsonaro.

Diante da crise humanitária em que se afundou a Venezuela, Francisco jamais fez qualquer pronunciamento mais duro contra o ditador.

Também nunca disse uma linha contra a ditadura Cubana, mas contra Bolsonaro já se manifestou várias vezes.

Everson Leal

Radialista

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários