ONG, parceira do PT, costurou acordo entre o PCC e o Comando Vermelho

As ligações da ONG Anjos da Liberdade são cabulosas.

A entidade teria sido a responsável pela viabilização de um acordo entre as duas maiores facções criminosas do país, o Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Comando Vermelho (CV).

Diante de tal destreza, não é de se estranhar a parceria efetivada entre a ONG e o PT.

O acordo entabulado pelo “Anjos da Liberdade”, segundo informa o site O Antagonista, foi o responsável por três ações judiciais contra a portaria do ministro Sérgio Moro que restringiu visitas a presídio.

O site informa ainda que em 2010 a advogada Flávia Pinheiro Fróes, presidente da entidade foi denunciada pelo Ministério Público por associação com o tráfico de drogas e acusada de envolvimento numa série de ataques organizados por Marcinho VP e Elias Maluco. Flávia teve prisão decretada, o registro da OAB suspenso e permaneceu foragida até que sua prisão fosse revogada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Mais tarde, a advogada acabou sendo absolvida no processo.

Flávia, a presidente do Instituto Anjos da Liberdade
Flávia, a presidente do Instituto Anjos da Liberdade
da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários