Lula o inocente, plano B

Mais uma vez, exatamente desde o dia em que tomou posse como presidente do STF, Dias Toffoli vai tentar soltar luladasilva, o homenzinho corrupto do Brasil.

Toffoli vem tentando pautar o julgamento no STF de ações que podem acabar com a prisão em segunda instância desde sempre, e agora, finalmente, ‘pressionado’ por ministros, o julgamento deve ocorrer nesta quinta próxima, 17.

O empenho em derrubar as prisões em segunda instância - e consequentemente declarar luladasilva inocente, como um bebê - vem de ações propostas pela Ordem dos Advogados do Brasil, do PCdoB e Patriota.

É o julgamento dessas ações que trata a sessão de quinta que Toffoli quer.

Se trata também de um tiro mortal na Lava Jato.

Mais do isso, vai ser um solta geral para 169,5 mil encarcerados nessas condições desde 2016, colegas de infortúnio de Lula. E parceiros.

Colocar ou não essa matilha de criminosos nas ruas não importa muito ao STF, que já deu inúmeras provas de seu descaso com a segurança dos cidadãos brasileiros.

O que importa, parece, é cumprir o combinado com criminoso Lula, seja quando for e quando der.

Devagar e sempre, parece ser o lema de Toffoli et caterva. Não desistem nunca.

Essa perseverança pode ser vista facilmente: desde 2016, quando a prisão de celerados virou lei, o tema da segunda instância já foi julgado quatro vezes, em fevereiro, outubro e novembro de 2016 e finalmente em quatro de abril de 2018.

Além de colocar milhares de bandidos nas ruas, na quinta-feira se decide a tentativa imoral de transformar um criminoso corrupto reconhecido em inocente.

As previsões indicam que essa é a tendência da politicalha, a de apoiar o STF na ação de ficar mudando leis e mais uma vez moldá-las aos seus interesses.

Quanto à sociedade, o caso é bem diferente.

Ninguém quer o homenzinho corrupto nas ruas sem tornozeleira.

Seria - e é - uma afronta ao cidadão que tem que se submeter à lei, ao mesmo tempo em que observa um criminoso como lula ser beneficiado descaradamente pela mesma lei.

Colocar um Lula inocente na rua é uma temeridade.

Se os sujeitos terão ou não coragem de afrontar toda a sociedade brasileira - e Sergio Moro -, veremos.

Seja como for, a iniciativa da OAB, PCdoB e outros do mesmo naipe já é significativamente imoral por si só.

O que não é novidade.

Marco Angeli Full

https://www.marcoangeli.com.br

Artista plástico, publicitário e diretor de criação.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários