TCE

Modesto Carvalhosa: o que querem as pessoas que pedem por intervenção militar pelo art. 142?

Nesta terça-feira (15), o jurista Modesto Carvalhosa explanou, através de suas redes sociais, o que está por trás do pedido de parte da população que, revoltada com o que os corruptos fizeram com o país, clama por intervenção militar.

O jurista explicou que esse anseio não está relacionado com o desejo de quebrar com o regime democrático, mas, sim, restaurar o Estado Democrático de Direito que, segundo ele, foi "destruído pelo Congresso Nacional, com o explicito respaldo do STF". Parte da sociedade que defende a intervenção militar para fechamento do STF e do Congresso Nacional, apoia, dentre outras pautas:

"[...] uma NOVA CONSTITUIÇÃO, que proíba a reeleição, institua as candidaturas independentes, o voto distrital puro, o fim do fundo partidário e eleitoral, o preenchimento automático dos ministros do STF pelos mais antigos juízes dos tribunais superiores, etc." - completa Modesto.

Veja a publicação completa:

"INTERVENÇÃO MILITAR PELO ART. 142

Pergunta-se: é legitima a manifestação de muitos cidadãos pedindo a intervenção militar para o fechamento do STF e do Congresso Nacional, com base no art. 142 da Constituição?

Esses brasileiros não estão pedindo a quebra do regime democrático. Pelo contrário, estão querendo a RESTAURAÇÃO do Estado Democrático de Direito, que foi destruído pelo Congresso Nacional, com o explicito respaldo do STF.

Esses cidadãos pedem uma NOVA CONSTITUIÇÃO, que proíba a reeleição, institua as candidaturas independentes, o voto distrital puro, o fim do fundo partidário e eleitoral, o preenchimento automático dos ministros do STF pelos mais antigos juízes dos tribunais superiores, etc.

Esses cidadãos exigem que cesse, imediatamente, o roubo LEGALIZADO de bilhões de nossos impostos, como é o caso da “mini-reforma eleitoral” e também da sórdida “lei de abuso de autoridade”.

Somente o PT, que foi banido pelo povo em 2018, vai receber 720 milhões para a gastança geral nas eleições municipais, mais construção de suas “sedes” no Brasil todo e o pagamento, sempre com o nosso dinheiro, dos advogados que vão defendê-los pelo roubo que farão desses mesmos 720 milhões.

O mesmo esquema do roubo LEGALIZADO vai ser utilizado pelos partidos do Centrão.

O atual Congresso não representa o povo brasileiro, mas apenas os seus próprios interesses, que são o de roubar o máximo que puderem dos cofres públicos e punir com cadeia os juízes, promotores e delegados que ousarem investigá-los e condená-los pela praticada CORRUPÇÃO LEGALIZADA que instituíram em nosso pais, na atual “legislatura”.

Essa situação de ruptura da democracia por aqueles que deveriam defendê-la tem que encontrar um fim e um NOVO COMEÇO com uma nova Constituição, com um novo Congresso e um novo STF, compostos de gente decente e voltados para os interesses da sociedade."

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários