Santa Dulce dos pobres, a hostilidade, a intolerância e o desrespeito num país com alicerces católicos

A canonização de Irmã Dulce, nos deu mais do que a primeira santa brasileira. Deu, também, a dimensão do quão ignorantes são os brasileiros.

Nunca pensei que defenderia a Tabata Amaral. Mas vê-la sendo hostilizada pela esquerda, por dizer que a santa tinha uma "mente empreendedora", foi a epítome da celebração da imbecilidade tupiniquim.

É preocupante saber que esses analfabetos participam do pleito democrático. Um cidadão que não tem capacidade de compreender o significado de uma palavra simples, pelo bem do país, não deveria poder votar.

Por outra lado, dentro da própria direita, vários evangélicos criticaram a "festa" para a santa, tentando impor a sua vertente religiosa. Em uma demonstração clara de intolerância e desrespeito, dentro de um país com fundação e alicerces católicos.

No Brasil, infelizmente, conseguimos estragar até os momentos que deveriam nos encher de orgulho patriótico.

Pobre país de tolos!

"A ignorância fica tão distante da verdade quanto o preconceito." (DIDEROT, Denis)

Felipe Fiamenghi

O Brasil não é para amadores.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários