General Villas Bôas manda recado forte e claro para o STF

Diante de um julgamento em que o STF pode definir o rumo do País, o General Villas Bôas enviou um recado claro para o ministros da corte:

"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." (Rui Barbosa, 1914)
Essa síndrome, reflexionada por Rui Barbosa, infelizmente assolou nosso país ao longo do último século. Contudo, experimentamos um novo período em que as instituições vêm fazendo grande esforço para combater a corrupção e a impunidade, o que nos trouxe - gente brasileira - de volta a autoestima e a confiança.
É preciso manter a energia que nos move em direção à paz social, sob pena de que o povo brasileiro venha a cair outra vez no desalento e na eventual convulsão social.
Com todo respeito,
General Villas Bôas."

O General Eduardo Villas Bôas será lembrado para a história como aquele que garantiu a lisura da eleição presidencial de 2018. Uma tuitada do General, postada no dia 3 de abril do ano passado - quando o país fervia, na véspera da prisão do maior corrupto de nossa história – deve ser relembrada, pois o que ele disse vale também para os dias atuais, que ora vivemos, quando a nossa calejada democracia tem sofrido ataques de indivíduos poderosos e que se julgam inatingíveis e acima da lei.

Disse o valente General:

“Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”

E Villas Bôas complementou:

“Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais.”

A sociedade continua acreditando nessas belas e elucidativas palavras.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários