A jogada maquiavélica por trás da briga no PSL

Bolsonaro é o marido rico, o PSL é a esposa.

O DEM é aquele amigo que tenta matar o marido pra consolar a viúva endinheirada.

Basta forçar a saída de Bolsonaro do partido e fazer a fusão entre DEM e PSL! Pronto!

O dinheiro do fundo partidário cai inteirinho nas mãos adivinha de quem?

Do homem mais poderoso do BRASIL!

Rodrigo Maia!

E adivinha quem herdaria vários deputados bem votados aumentando seu poder de decisão?

E adivinha quem está em seu último mandato como presidente de um poder, mas ficaria no comando do partido fundido?

Quem?

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários