Melhor ter políticas que realmente salvam vidas, do que discursos de celebridades "socialmente conscientes"

O discurso da classe artística em cima das mortes de jovens negros no Brasil, é tão fora da realidade, que fica difícil imaginar que eles querem mesmo resolver a situação.

Junto da esquerda e da mídia, as celebridades não perdem uma chance de dar contornos raciais aos homicídios. Se esquecem que o primeiro passo para chegar a uma solução, é identificar corretamente o que causa o problema. Mas a esquerda e seus vassalos, parecem achar mais importante empurrar o discurso do "Brasil racista" que persegue e mata negros só por serem negros.

Sabe quantas vidas isso irá salvar? NEM UMA!

O PT usou essa estratégia divisionista por 13 anos e as mortes violentas na população negra dispararam. Falar em "genocídio de juventude negra", pode até te fazer parecer uma pessoa com consciência social, mas efetivamente, só servirá para massagear seu ego. Quem não está preocupado em ganhar estrelinha na testa da turminha descolada esquerdista, não pode ter medo de analisar o problema em sua causa.

Negros morrem muito porque estão sendo mortos por outros negros, não porque o "Brasil racista" os está perseguindo. Dito isso, é preciso analisar as estatísticas com seriedade, começando por parar de mudar os pardos de grupo (movendo-os dos brancos para negros) conforme a conveniência.

Afinal, queremos fazer bonito pra mídia, ou salvar vidas? Seu Jorge que se diz indignado com o genocídio da juventude negra, não viu problema em interpretar e glorificar um terrorista no cinema. Um terrorista que não era negro, diga-se de passagem, mas foi interpretado por um. No que isso agregou à comunidade negra?

Enquanto isso, essa mesma turminha descolada esquece de elogiar a queda de 20% nos homicídios nesse primeiro ano de governo Bolsonaro. Queda que se reflete em cerca de 12 mil vidas sendo salvas até o fim do ano. A maioria, vidas de pobres e negros.

Bolsonaro pode não ter discurso vitimista inspirador pra virar estampa de camiseta de ator da Globo.

Mas tem algo melhor, políticas que realmente salvam vidas.

Melhor uma vida salva do que 100 discursos de celebridades socialmente conscientes.

Frederico Rodrigues

Analista Político e Membro da Direita Goiás.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários