Bolsonaro paga pra ver e aciona AGU contra deputado Waldir: “Quem vai implodir quem?”

Eu odiaria estar na posição do Deputado Waldir neste momento, seu ataque insensato contra Bolsonaro foi vergonhoso, claro. Mas o pior é que, ele sabia muito bem qual é o caráter do presidente.

Bolsonaro não é do tipo que foge de ameaças ou chantagens, principalmente quando tentam utilizar sua reputação para atingi-lo. Ao chamar o presidente de vagabundo e dizer para todo mundo ouvir que iria implodi-lo com um suposto áudio, Waldir quis fazer parecer que teria uma alavancagem política em cima de Bolsonaro.

Disso surgem duas situações:

1. Waldir realmente tem um audio comprometedor contra Bolsonaro. Neste caso cabe a Waldir explicar porque não soltou esse audio antes. Ou ficará parecendo que ele sabia dos malfeitos, mas quis se aproveitar disso para manter sua posição.
2. Waldir não tem nada contra o presidente, e quis, durante um momento de raiva diante de seus pares, mostrar que tem mais poder e influência do que realmente tem. Um erro amador na política.

Bolsonaro, o cara que ficou 30 anos no meio das maiores ratazanas da política e nunca se envolveu em esquemas de corrupção, não quis esperar pra saber. Acionou a AGU contra o Deputado Waldir, que agora terá a oportunidade de mostrar o que é que ele tem de tão grave contra o presidente que poderá implodi-lo.

Waldir, como seu eleitor no passado, preciso aconselhá-lo. A direita no Brasil é o Bolsonaro, não o PSL. O povo votou em Bolsonaro, não no PSL. Em respeito a quem confiou o voto a você pois acreditou que apoiaria incondicionalmente o presidente, assuma o erro e peça desculpas. Ninguém abandonará o presidente para ficar do lado do PSL. A ameaça esquerdista que ronda a política, é muito mais preocupante e urgente para nós do que massagear o ego de alguns deputados.

Bolsonaro consegue fazer frente a ela, e por isso sempre terá nosso apoio. Tem certeza que quer enfrentá-lo?

Frederico Rodrigues

Analista Político e Membro da Direita Goiás.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários