Maços de dinheiro jogados pela janela. Idealizador do Mais Médicos é investigado (veja o vídeo)

O alvo da Polícia Federal nesta quarta-feira (8) foi a Hemobras - Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia, investigada pela Operação Pulso da Polícia Federal em Pernambuco.
O objetivo da operação deflagrada é reprimir a atuação de uma organização criminosa especializada em direcionar licitações e desviar recursos públicos da  Hemobrás. 
Durante a operação, percebeu-se que inúmeras amostras de sangue coletado que deveria ser transformado em medicamentos contra a hemofilia e outras doenças deixaram de ser fabricados em virtude de ter sido armazenado de forma inadequada tornando-se inapropriado para a produção dos medicamentos.
O médico Mozart Sales, que esteve cotadíssimo para assumir o ministério da saúde em 2014, um dos idealizadores do programa 'Mais Médicos", é um dos investigados. 
Mozart Sales já foi vereador do Recife pelo PT, assumiu a diretoria da empresa após ser derrotado nas eleições para deputado federal. Ele ficou responsável pelas atividades de pesquisa, produção e gestão do plasma. Mozart foi escolhido para o cargo pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro.
Formado em Medicina pela Universidade de Pernambuco (UPE), Mozart foi secretário-geral do Sindicato dos Médicos, membro do Conselho de Administração da Hemobrás e chefe de gabinete do então ministro da Saúde, Alexandre Padilha (2011-2012).
Como secretário nacional de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, do Ministério da Saúde (2012-2014), criou e coordenou a implantação do programa “Mais Médicos”, uma das principais vitrines do governo Dilma Rousseff.
Na chegada dos agentes da PF a um dos endereços investigados, os prédios conhecidos como “Torres Gêmeas, no Cais de Santa Rita, no Centro do Recife, uma situação, no mínimo, inusitada, ocorreu: maços de dinheiro foram arremessados pelas janelas.
Assista ao vídeo:

                                 https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política