Sophia, 4 anos, uma violência inexplicável

A morte da pequena Sophia é um crime que foge a qualquer explicação. O pai é o principal suspeito. Nas redes sociais do pai, Ricardo Najjar, a filha era a grande estrela. 
No dia do crime, Ricardo buscou a filha na casa da mãe. Uma quarta-feira (2). Testemunhas afirmam que os pais da garota tiveram um briga intensa. A mãe não queria entregar Sophia, pois não era o dia de Ricardo ficar com a garota.
No apartamento onde a menina morreu, em São Paulo, só estavam os dois - pai e filha. O rapaz tinha apenas 23 anos, líder escoteiro, era tido como uma excelente pessoa. A menina morreu asfixiada. Ricardo
Ricardo, no momento da prisão
Ricardo, no momento da prisão
alega que estava tomando banho no momento da morte de Sophia, ao sair do banheiro teria encontrado a filha caída no chão, ao lado da cama, com um saco plástico na cabeça. 
O corpo da garota passou por exames no IML. Foram encontrados pelos de homem adulto na genitália da menina, assim como restos de papel higiênico.
Num longo depoimento prestado à polícia, Ricardo não soube explicar por que limpou o local e o corpo da filha, que estavam sujos de fezes e sangue. O rapaz foi preso durante o velório da garota. Todas as evidências de autoria apontam para a sua direção. 
Que tristeza!

                            https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia