TCE

Centrão e Globo preparam conluio para subjugar o Brasil novamente

Em entrevista à Folha, o ex-senador Jorge Bornhausen afirma que o Centrão deve se alinhar a Luciano Huck para derrubar o PT e Bolsonaro nas eleições de 2022. Ele garante também que o nome de João Dória será deixado de lado por ser “impaciente”.

Bornhausen, de 81 anos, é um dos principais oráculos da cena política, orientando e influenciando atores políticos do centro e da direita.

As previsões não podem ser ignoradas.

É no mínimo estranho que depois de décadas de divisão do poder entre PT e PSDB, frente a incapacidade dos partidos tradicionais em erguer um candidato forte e frente aos cortes de verbas publicitárias realizadas pela administração Bolsonaro, surja um candidato umbilicalmente ligado a Globo.

Os interesses escusos por trás dessa estratégia parecem mais do que óbvios para qualquer pessoa minimamente inteligente.

A Globo, com programas abjetos dedicados à propagação das pautas esquerdistas, como o Encontro com Fátima Bernardes, e a aura falsa de bom mocismo de Huck, com suas esquetes em que ajuda pessoas pobres, detém com uma capacidade publicitária eleitoral disfarçada de programa televisivo incomensurável. Dará trabalho a qualquer um nas eleições.

E com alguém tão intimamente relacionado ao alto escalão da emissora detendo o poder do direcionamento publicitário, ficaria fácil bancar as narrativas mais estapafúrdias e curvar o noticiário político aos interesses dos Marinhos.

Um conluio para colocar o Brasil de joelhos… de novo.

Jorge Bornhausen
Jorge Bornhausen
da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários