“Não há possibilidade de que Bolsonaro tenha cometido delitos passíveis de impeachment”, destaca Zambelli (veja o vídeo)

Para quem tinha ainda tinha dúvidas sobre o que estava acontecendo nessa confusão do PSL, a deputada Carla Zambelli esclarece todos os pontos desta guerra interna que tentou, mas não conseguiu, enfraquecer o governo Bolsonaro.

Com muita coragem, Carla Zambelli teve uma conversa sincera com nossa jornalista Camila Xavier, gravada no Salão Verde da Câmara dos Deputados. Na entrevista exclusiva, ela ressaltou que o presidente em momento nenhum interferiu no legislativo, como acusou o deputado Delegado Waldir. A deputada também não poupou a colega Joice Hasselman.

“Bolsonaro falou com deputados da base do partido dele, a respeito de uma questão partidária! Joice já começa com discurso de que houve criação de fake news, mentira! Eles vão começar uma conversa para dizer: ‘Temos motivos para o impeachment’. Não há motivo para impeachment! Querem criar uma narrativa para colocar medo nos deputados do lado de cá”, frisou a parlamentar.

“Teremos tempos mais serenos com Eduardo Bolsonaro na liderança”

Carla Zambelli revela que estava na reunião quando o próprio presidente questionou por três vezes se não havia outra pessoa para colocar à frente do partido, já antevendo a confusão.

“Como isso [quem seria o líder] não tinha sido conversado com antecedência e Eduardo era o único nome unânime, colocamos ele com um mandato tampão até dezembro, quando será feita a votação. Foi um batalha ganha, outras batalhas estão por vir”, ressaltou a deputada. Segundo, ela outros nomes cotados para a liderança a partir de dezembro são os deputados Luiz Philippe Orleans e Bragança, Sanderson e Filipe Barros.

Veja a entrevista:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários