O crime que ninguém no PT quer ver solucionado

Não consigo pensar numa acusação mais grave. Marcos Valério era o homem de confiança do PT no esquema do Mensalão. Conhecia as artimanhas do partido por dentro e por fora.

A morte de Celso Daniel, petista e prefeito de Santo André à época, sempre foi envolta em muito mistério. Várias testemunhas do caso morreram em circunstâncias misteriosas, como se um grupo poderosíssimo estivesse atuando para que o crime nunca fosse solucionado.

Ninguém em sã consciência acreditou que Celso Daniel, uma figura importante do PT, simplesmente havia sido vítima de um sequestro casual seguido de morte, bem na época em que suspeitas de corrupção envolvendo outros nomes grandes do partido começavam a pairar sobre sua prefeitura.

A acusação de Marcos Valério é um norte para o caso, que já se arrasta por 17 anos (curiosamente ninguém na esquerda pede a resolução rápida deste crime como pedem no da Marielle).

Se comprovada, poderá até nos assustar mas dificilmente irá nos surpreender, dado o histórico do partido em questão.

Para Lula, significaria mais um prego em seu caixão político. Caixão este que insiste em permanecer fora da cova graças aos consta teste esforços de uma militância ruminante cega e de um STF garantista que não se importa de colocar milhares de bandidos nas ruas (difícil se importar com o crime quando sua segurança é farta e paga pelo povo).

Conhecendo bem o histórico das testemunhas deste caso, eu recomendaria muito cuidado ao Marcos Valério. Do contrário ele poderá ser surpreendido pelo próprio suicídio.

Frederico Rodrigues

Analista Político e Membro da Direita Goiás.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários