MPF instaura inquérito contra a Globo por apologia ao aborto após lacração em novela (veja o vídeo)

A novela Bom Sucesso, da Rede Globo, virou alvo do MPF após uma enxurrada de críticas à emissora nas redes sociais. No capítulo do dia 19 de outubro, foi apresentado um diálogo em que Nana (Fabiula Nascimento), em dúvida sobre como agir frente à gravidez indesejada, argumenta que o feto “não é nem um humano”.

O procurador da República, Fernando de Almeida Martins, enviou um ofício ao Ministério da Justiça para saber o horário exato de exibição e a classificação indicativa recomendada à novela. Segundo ele, a cena pode ter “dupla interpretação” e pode servir como material instrucional para prática de aborto.

"Pensando bem, ainda não é um bebê. É só um embrião. Não tem sistema nervoso, não tem coração, não é nem um humano ainda. Eu não sou a favor do aborto, ninguém é. Mas sou a favor do direito de decidir sobre o meu corpo, sobre a minha vida – diz a personagem de Fabiula Nascimento na cena

O órgão abriu uma investigação para averiguar se a emissora descumpriu a classificação indicativa recomendada para a obra e se realizou apologia ao aborto. A novela foi exibida com classificação a partir de 12 anos.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários