Lista de filho de Bumlai, encontrada pela PF, enumera benesses e descreve o 'ano dourado'

Uma lista escrita a mão pelo filho do empresário Jose Carlos Bumlai, datada de 1º de janeiro de 2010, demonstra que as benesses e favores obtidos pela família durante as gestões petistas eram devidamente planejadas.
Nas palavras de Maurício Bumlai, o ano de 2010 seria "Um ano dourado". 
Esse é o título de uma carta apreendida pelos investigadores da Operação Lava-Jato na casa de Maurício Bumlai, em São Paulo. 
Além de enumerar as projeções para 2010, Maurício, na mesma carta, faz previsões para um eventual governo de Dilma Roussef, que seria candidata a sucessão de Lula naquele ano.
Após a anotação do nome 'Dilma', o filho de Bumlai escreve 'Petrobras', cita a empresa 'Estre', do banqueiro André Esteves, e duas cifras: 1 bilhão seguido de 25 milhões. A revelação intrigante é que Maurício Bumlai atuava como representante da empresa de Esteves, que faturou ao longo do governo de Dilma Roussef, quase 1 bilhão de reais em contratos com a Petrobras.
Na mesma carta, outros 'segredos' dos Bumlai e de suas relações com o governo petista são revelados.
A carta efetivamente retrata o que de fato aconteceu. Ou seja, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014 foram 'anos dourados' para a família.
Bem diferente de 2015...

                                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.                           

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política