Arábia Saudita convida Brasil para se juntar à Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep)

Presidente diz que terá que consultar equipe econômica e ministério da Energia antes de aceitar participar

Nesta quarta-feira (30), o presidente Bolsonaro recebeu o convite da Arábia Saudita, para que o Brasil possa se juntar à Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O convite seria um sinal da crescente importância do país como produtor de petróleo e do desafio que impõe à influência do grupo de produtores nos mercados de petróleo.

— É o primeiro passo para talvez implementar essa política no Brasil — disse Bolsonaro.
— Podemos conversar sobre isso. Eu teria que ouvir o meu ministro da Economia e meu ministro também das Minas e Energia para que, uma vez eu anunciando algo nesse sentido, a palavra seja cumprida lá na frente. Eu costumo sempre conversar com os ministros antes de tomar uma decisão. Afinal de contas, é a melhor maneira que nós temos de manter a nossa credibilidade. Mas, particularmente, gostaríamos que integrássemos a Opep. Sim. Temos potencial para isso. Temos reservas de óleo maiores que alguns países que já integram a Opep —, afirmou Bolsonaro, que fez menção ao megaleilão de pré-sal, durante seminário de parecerias econômicas.

O Brasil se prepara para se tornar um grande produtor de petróleo, com a entrada em produção de áreas do pré-sal. Na próxima quarta-feira, será realizado o megaleilão de cessão onerosa e, segundo estimativas da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a arrecadação de União, estados e municípios com royalties e impostos vai dobrar .

As reservas de petróleo do Brasil são maiores do que as de vários membros da OPEP, disse Bolsonaro. O Brasil e a OPEP poderiam formar "uma grande parceria" ajudando uns aos outros a estabilizar os preços globais de combustíveis fósseis, afirmou o presidente.

Fonte: O Globo

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários