Diante de 'caça às bruxas' de Dilma a deputados do PMDB, Temer está liberado para 'conspirar'

O vice-presidente Michel Temer já tem autorização para conspirar contra a presidente Dilma Roussef. É a leitura que se faz diante do comportamento de Dilma, após a tal 'reunião de reconciliação' realizada entre os dois. 
Apesar do discurso público de que não interfere nas questões internas do PMDB, o Palácio do Planalto está ameaçando retaliar deputados do partido com o corte de emendas e cargos, caso eles não apoiem a volta de Leonardo Picciani (RJ) à liderança da sigla na Câmara dos Deputados.
Picciani foi destituído do cargo por ter se tornado leal ao governo. Na quarta-feira (9), 35 dos 66 deputados do PMDB assinaram um documento pedindo sua saída do posto. O Planalto tem operado para mudar os votos de deputados. 
Preocupado com a derrota no Congresso, o Planalto escalou ministros do PT e do PMDB para cobrar que os deputados peemedebistas continuem alinhados ao governo.
Na 'reunião de reconciliação', o vice pediu que o Planalto não interferisse nas disputas internas de seu partido.
Nos bastidores, porém, o governo não baixa a guarda. Nas palavras de um auxiliar de Dilma, Temer manteve "sua postura conspiratória" ao dar o aval para a destituição de Picciani e, por isso, o Planalto "também vai lutar com as armas que tem".


                                     https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política