O trágico saldo de mortes violentas no Brasil durante os governos de esquerda

Durante os VINTE anos do que a esquerda chama de ditadura militar, com todos os esforços para aumentar o número, a comissão nacional da mentira, digo, da verdade, chegou a 434 mortos ou desaparecidos. E a uma farra de “indenizações” milionárias até para quem foi demitido por incompetência na época, e atribuiu a incompetência a perseguição política. Sem falar nas fraudes.

‪Nessa contagem, temos 191 mortos e 243 desaparecidos ou tidos como desaparecidos.

Nesse cálculo estão incluídos os que foram executados pelos companheiros por “traição”. E que ninguém investigou.

Para não ir muito longe e falar dos genocídios cometidos pela esquerda no mundo, aqui no Brasil nos governos de esquerda, tivemos cerca de 60 MIL mortes violentas por ano, cerca de 600 mil em dez anos.

E o establishment, por dinheiro, quer a volta disso.

Lucia Sweet

Jornalista

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários