Os filhos do presidente atrapalham (?)

“Deveriam cuidar de suas vidas, não votamos neles, votamos no pai!”

Bem, quando Jair Bolsonaro foi atacado pelo militante de esquerda e quase morreu, Carlos, Eduardo e Flávio, largaram suas próprias campanhas e foram nas cidades onde o pai teria compromissos e o representaram.

Aí eles serviam...

Quando ninguém sabia se era um atentado mais grave, ou algo isolado, eles continuaram enfrentando a multidão desconhecida e fizeram a campanha pelo pai esfaqueado.

Não falavam das propostas deles, falavam por Jair…

Nas redes sociais a mesma coisa, quando algo não vai bem e as informações são vazadas apenas para os mesmos canais, eles entram em ação, quase que em um revezamento. Quando um apanha o outro entra em cena e assim eles tentam alertar que algo de muito podre está para explodir.

Se lembrarmos do caso Santos Cruz, teremos a certeza disso que estou falando.

Carlos começou a criticar Santos Cruz que havia feito mudanças na SECOM, e até interferido na decisão do próprio Bolsonaro acerca de vídeos de propaganda.

Bastou Carlos expor Santos Cruz que começaram a reclamar que ele estava implicando com um importante membro do governo e do exército, meses depois entre idas e vindas e declarações estranhas, Santos Cruz foi exonerado por “incompatibilidade ideológica”, exatamente como Carlos tentou alertar e foi bombardeado meses antes.

Hoje, Santos Cruz é um crítico de Bolsonaro e um general muito grato ao LULA que lhe enviou para as missões de paz na ONU o que lhe rendeu as medalhas e honrarias que teve em sua carreira.

Por falar nisso, vocês sabiam que quem define o cargo de um general não é o exército e sim, o presidente da República?

Isso significa que a maioria dos generais do alto-comando foram honrados pelo PSDB e pelo PT, e conhecendo a mania de aparelhamento das esquerdas, penso que eles escolheram muito bem a quem promover...

O trio Bolsonaro são homens com suas profissões e também são políticos eleitos com MILHÕES de votos.

Carlos PREFERIU ficar no estado enquanto os irmãos marcaram território na Câmara e no senado.

Eu honestamente fico abismada com a ingenuidade de quem acha que eles são ingênuos e aprontam sem o pai saber, tipo o Huguinho, o Zezinho e o Luizinho que deixam o tio Donald louco com suas travessuras.

Não sejam tolos...

Eles são a voz amordaçada do pai, são a voz do politicamente incorreto que Jair sempre ecoou, mas hoje não convém chegar num cargo de Presidente da República e continuar reclamando e denunciando a podridão, como ele fazia enquanto era deputado...

Alguém tem que fazer o serviço do dreno, botar pra fora aquela coisa nojenta que ninguém quer ver.

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários