O belo exemplo dos bolivianos: o aprendiz de tirano cede e novas eleições serão realizadas

O governo da Bolívia – ante o relatório da OEA /1/, que demonstrou que houve fraude nas últimas eleições presidenciais – cede (a muito contragosto, claro!) e decide convocar novas eleições, de acordo com o figurino traçado por aquela organização transamericana, que inclui a demissão de todos os membros do atual Tribunal Superior Eleitoral do país.

Os cidadãos da Bolívia, decididos a não permitir a repetição da tragédia venezuelana, foram às ruas, brigaram, enfrentaram os “coletivos” de Evo Morales e conseguiram anular as últimas eleições.

A mensagem enviada ao mundo pelo povo boliviano é clara e cristalina:

“Não mais Maduros na América Latina.”

Já os golpistas brasileiros, fiéis da seita do Lulopetismo - aqui incluo os seis “supremos” que acabam de golpear a moralidade dos brasileiros - que ponham suas barbas (e fuças) de molho. Se necessário, o povo brasileiro irá às ruas gritando, obviamente se referindo ao Grande Canalha Lula e seus defensores:

“Não mais mega-quadrilhas de ladrões do dinheiro dos trabalhadores no governo brasileiro”

Se, no Brasil, após os resultados das eleições de 2014 (proclamados por Dias Toffoli*, lembram?), tivéssemos agido como os bolivianos agora fazem, possivelmente teríamos evitado o desastre nacional, produzido pelo PT, através da acéfala Dilma Rousseff, também conhecida como o único exemplar no mundo da espécie “mulher sapiens”. Espécie, diga-se com clareza, descoberta pela própria, Dilma, para espanto dos biólogos de todo o mundo.

MAS A ESPERANÇA CONTINUA VIVA.

Quem sabe em um dia próximo, por imposição de forças representativas da decência nacional, se decretará a dissolução de parte do STF, precisamente aquela parte notória por impedir investigações, atacar investigadores probos e colocar em liberdade o que existe de pior nesta humilhada Nação: os megacorruptos (Lula, Palocci, Dirceu, ...) que exauriram os cofres públicos, onde se guardavam os impostos cobrados dos trabalhadores honestos.

MANTENHAMOS A ESPERANÇA!

=====

* Dias Toffoli chegou ao STF pelas mãos do Grande Canalha, Lula, após ser REPROVADO em dois concursos públicos para juiz de Primeira Instância. De duplamente reprovado em concurso para juiz de Primeira Instância, Toffoli foi guindado ao STF, tornando-se - por canetaço do político mais corrupto da história das democracias ocidentais – juiz de todos os juízes, com a prerrogativa de interpretar a Constituição da forma mais conveniente aos megacorruptos brasileiros, aqui incluídos os seus ex-patrões, o Grande Canalha Lula da Silva e José Dirceu.

Pois foi este duplamente reprovado que, na presidência do STF, convocou a destruição da jurisprudência que garantia a prisão após sentença condenatória confirmada em Segunda Instância. Ele sabia o que estava fazendo, conhecedor que é da Facção-Pró-Crime – à qual pertence - daquela ‘Infernales Praetorum’.

Foi ele também quem anunciou, em 2014, na qualidade de presidente do TSE–Tribunal Superior Eleitoral - a “vitória” de Dilma no segundo turno de um pleito marcado, da parte da candidatura petista, por sujeiras mil, com a campanha de Dilma regada a R$1,0 bilhão - dinheiro extraído da corrupção petista. Pena que, naquela época, o povo brasileiro não agiu como o boliviano agora nos dá exemplo.

REFERÊNCIA:

1.https://noticias.r7.com/internacional/apos-analise-da-oea-morales-decide-convocar-novas-eleicoes-na-bolivia-10112019

José J. de Espíndola

Engenheiro Mecânico pela UFRGS. Mestre em Ciências em Engenharia pela PUC-Rio. Doutor (Ph.D.) pelo Institute of Sound and Vibration Research (ISVR) da Universidade de Southampton, Inglaterra. Doutor Honoris Causa da UFPR. Membro Emérito do Comitê de Dinâmica da ABCM. Detentor do Prêmio Engenharia Mecânica Brasileira da ABCM. Detentor da Medalha de Reconhecimento da UFSC por Ação Pioneira na Construção da Pós-graduação. Detentor da Medalha João David Ferreira Lima, concedida pela Câmara Municipal de Florianópolis. Criador da área de Vibrações e Acústica do Programa de Pós-Graduação em engenharia Mecânica. Idealizador e criador do LVA, Laboratório de Vibrações e Acústica da UFSC. Professor Titular da UFSC, Departamento de Engenharia Mecânica, aposentado.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários