Eduardo Bolsonaro diz que Lula não terá tranquilidade para sair nas ruas (veja o vídeo)

Lula não tem coragem em discursar para o povo em geral, apenas para seus simpatizantes de número insignificante.

Nesta segunda-feira (11), durante a votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, que discutiu as propostas que possibilitam a prisão após condenação em segunda instância, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) destacou, indignado e com razão, as atrocidades da anulação da prisão em segunda instância, que gerará ainda mais impunidade aos criminosos.

"Será que com mais estupradores, assaltantes e latrocidas, nós teremos uma segurança melhor? Esse é o problema desse Congresso Nacional! Aqui, esses direitos humanos deturpados tem força e ano após ano a gente aprova aqui: 'saidão', tornozeleira eletrônica, prisão domiciliar, visita íntima, [...] o cara tem um zilhão de coisas e benefícios! Então ele se sente confortável em nos roubar, em nos assaltar, e não se contentam com isso. [...]" - Eduardo criticou com veemência.

O deputado aproveitou ainda para destacar o empenho do governo Bolsonaro em combater a violência no país - inclusive àqueles de colarinho branco - destacando os projetos de Sergio Moro contra, também, os "diálogos cabulosos". Ligando os fatos à soltura de Lula, Eduardo ressaltou:

'Por mim, se eu fosse pensar politicamente, é muito melhor o Lula solto. O Lula solto vai reviver aquele sentimento antipetismo que uniu todo mundo para tirar a Dilma Rousseff. Mas só que para mim, não é interessante ficar fazendo 'vale-tudo pelo poder [...]'

Em outro momento de seu discurso, Eduardo afirmou que não importa se Lula está solto ou preso, pois isso não significa que o ex-presidente terá tranquilidade para andar onde quer que esteja. A declaração acabou desagradando a deputada petista Maria do Rosário, que considerou a afirmação ser uma "ameaça".

Lula não tem coragem em discursar para o povo em geral, apenas para seus simpatizantes de número insignificante. Lula não ousa ir até um espaço público sem seus "vermelhos" organizados, pois as vaias e as manifestações espontâneas seriam humilhantes.

Confira o discurso do deputado:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários