Maquiavélico, Toffoli suspende investigações, mas fica com dados sigilosos de 600 mil pessoas

Um escândalo sem precedentes.

O presidente do Supremo Tribunal Federal determinou que o Banco Central lhe enviasse cópia de todos os relatórios do COAF.

São relatórios produzidos no período compreendido entre outubro de 2016 até outubro de 2019.

Um despacho do poderosíssimo ministro Dias Toffoli proibiu a abertura de processos a partir desses dados, mas agora, ele, somente ele, pode dispor deste arsenal de documentos e investigar quem bem entender.

A justificativa da determinação do ministro é entender o procedimento de elaboração e tramitação dos relatórios financeiros.

Com certeza, ele não pretende ‘chantagear’ ninguém…

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários