Lula depõe na PF e joga nas costas de José Dirceu responsabilidade por nomeações na Petrobrás

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que depôs como informante na última quarta-feira (16) na Polícia Federal assumiu definitivamente o papel de ‘rainha da Inglaterra’ no período em que esteve a frente do poder Executivo no país.


Lula afirmou que não participava do processo de escolha dos diretores da Petrobras durante o seu governo. Lula disse que os nomes para as diretorias da estatal eram decididos em acordos políticos e que cabia à Casa Civil, chefiada na época por José Dirceu, "receber as indicações partidárias e escolher a pessoa que seria nomeada".

Pressionado, Lula entrou em contradição quando disse que apenas depois desse processo, ele concordava ou não com o nome, a partir de ‘critérios técnicos’.

Ora, se havia a sua concordância, logo, havia sua participação. Resta saber, o que o ex-presidente entendia como ‘critérios técnicos’. 

De qualquer forma, Lula admitiu que as nomeações de José Eduardo Dutra para a presidência da Petrobras e de José Sérgio Gabrielli para a diretoria Financeira, e posteriormente para a presidência, foram indicações pessoais suas.

O ex-presidente foi ouvido em inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar suposta formação de quadrilha por políticos de PP, PT e PMDB para desviar recursos da Petrobras.

da Redação

                                                        https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política