O Brasil precisa de mais Deltans, Moros e Gebrans, e de menos Gilmares, Toffolis e Maias, dispara ex-chefe da Lava Jato

O procurador aposentado e ex-chefe da Força Tarefa da Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima, foi certeiro ao demonstrar seu descontentamento com as recentes decisões do STF e a postura do atual presidente da Câmara Rodrigo Maia:

"O Brasil precisa de mais Deltans, Moros e Gebrans, e de menos Gilmares, Toffolis e Maias.
Lula cometeu os crimes e o STF impede que ele seja preso. O lugar de Lula e de todos os corruptos é na cadeia.
Lula é corrupto, Gilmar ofende procuradores, Toffoli impede investigações, e o punido é Deltan. Tenho vergonha de tudo isso!", disse o procurador.

Após o placar unânime do TRF-4, que decidiu aumentar a pena de Lula, Carlos Fernando complementou:

Mais uma decisão definitiva confirmando que Lula cometeu crimes de corrupção. A análise dos fatos está encerrada. Mais de 17 anos de condenação. Confirmação da excelência do trabalho da operação Lava Jato em fazer prova contra corruptos que infestaram o país. Pena que o STF esteja dificultando a continuidade da revolução moral iniciada em março de 2014 com a primeira fase da operação Lava Jato. Orgulho de ter participado desse trabalho ao lado dos melhores procuradores da república que conheci nesses meus 24 anos de Ministério Público Federal.
da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários