“O PSL era um partidinho. Bivar é um desequilibrado!”, diz Bibo Nunes (veja o vídeo)

A debandada de parlamentares do PSL para o novo partido do presidente da República, Aliança pelo Brasil, continua!

O presidente do PSL parece estar mesmo desesperado.

Em entrevista exclusiva à TV Jornal da Cidade Online, Bibo Nunes (PSL-RS) não teve medo de abrir o jogo sobre Luciano Bivar que, coincidentemente, na sexta-feira (29), foi indiciado pela Polícia Federal por envolvimento em candidaturas laranjas nas eleições de 2018.

Seria esse o laranjal do Bivar?

“Um dos motivos da minha briga é que pedi eleições no partido, porque o Bivar é presidente há – apenas – 22 anos! Ele ficou bravo porque pedi uma eleição! É um partido sem transparência. É um partido que em janeiro fez um novo estatuto ao bel prazer do presidente Bivar, ninguém foi. Há um mês teve uma convenção nacional e eu, deputado federal, não fui sequer convidado. É muita armação. Essa não é a política séria que nós queremos”, ressaltou o deputado.

E a metralhadora do parlamentar, que se diz perseguido pelo partido, não parou por aí:

“O PSL é um partido onde o presidente teve a ousadia de ameaçar expulsar o presidente da República. O PSL era um partidinho com dois deputados, com Bolsonaro, chegou a 53! Quando eu digo que existe um certo desequilíbrio no Sr. Bivar, é isso, para mim, é um desequilibrado”, afirmou.

Não é só o deputado Bibo Nunes que reclama de perseguição por parte de Bivar e do PSL Nacional. Outros parlamentares estão com receio de se manifestar até em suas próprias redes sociais, temendo perder o mandato, conforme nossa equipe ficou sabendo nos corredores de Brasília.

Será que o PSL tem mesmo medo de voltar a ser o que era, apenas um partido nanico inexpressivo, e sem milhões em fundos para gastar?

O que sobrou para o PSL?

Joice Hasselmann, Delegado Waldir...

Que saudade do Paulo Memória, hein, Bivar?!

Veja o vídeo:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários