Weintraub se revela um grande gestor e anuncia a saída do Brasil do Mercosul na área da educação (veja o vídeo)

Argumentando ser ação de gestão, o ministro da Educação Abraham Weintraub anunciou a saída do Brasil do grupo de estudos em educação do Mercosul.

As relações bilaterais com Argentina, Uruguai e Paraguai continuarão existindo, advertiu o ministro.

Para Weintraub esse grupo de educação foi criado tão somente para ‘copiar a União Europeia’.

“E o resultado, após 28 anos, é apenas despesa’, asseverou o ministro.

No mesmo pronunciamento, Weintraub demonstrou que o governo está preocupado em bem aplicar o dinheiro do povo brasileiro e exemplificou com a realização do ‘melhor ENEM de todos os tempos’, entre outras realizações.

O ministro anunciou ainda a liberação de R$ 125 milhões para concluir obras em andamento nas universidades.

“Não pode construir mais e deixar pela metade. Tem que concluir. E vamos concluir principalmente aquelas que gerem economia rapidamente para as faculdades e institutos.”

Vislumbra-se um grande gestor.

Veja o vídeo:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários