Brasil manterá intacto o comércio com a Argentina, viés ideológico não irá interferir e Mourão estará na posse

Nesta segunda feira, 9, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que a relação entre Brasil e Argentina não será afetada, mesmo após xingamentos trocados por ele e Alberto Fernández, presidente eleito da Argentina.

"Nosso comércio com a Argentina continua sendo da mesma forma, sem problema nenhum, não vai se mexer em nada" - disse Bolsonaro.

Alberto Fernández assumirá a presidência de seu país nesta terça-feira, 10. O argentino proferiu ofensas como “misógino” e “racista” a Bolsonaro, que respondeu chamando Fernández e seus apoiadores de “bandidos de esquerda”.

A pedido do presidente Jair Bolsonaro, o vice General Mourão estará presente na posse.

"É um gesto do presidente para que as relações voltem ao normal", declarou Mourão

Pelo lado argentino, Daniel Scioli, novo embaixador no Brasil, disse que a notícia da ida do vice-presidente Hamilton Mourão ao país para a cerimônia de posse "é um resultado muito auspicioso" para relação entre os países.

É mais uma demonstração de que o viés ideológico não vai interferir jamais nas relações comerciais do Brasil.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários