Mais um partido para afundar o Brasil: registro do ‘UP’ é aprovado pelo TSE

Na noite desta terça-feira, 10, foi aprovado por unanimidade o registro do partido Unidade Popular pelo Socialismo (UP), o UP terá o número 80 nas urnas e já pode participar das eleições municipais em 2020. É o 33º partido registrado no país.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluiu que o partido cumpriu todos os requisitos para a aprovação. A nova coligação apresentou 497,2 mil assinaturas de apoio, divididas em 15 estados.

Em uma breve apresentação em suas redes sociais, o grupo sustenta que:

"Para realizar profundas transformações sociais no Brasil e interromper a ofensiva reacionária é necessária a união de todos os setores da esquerda revolucionária, dos socialistas, dos comunistas, e de todos que lutam contra o imperialismo e a exploração capitalista".

Assim como todos os demais partidos de esquerda, o UP acha justificável e tem como uma de suas bandeiras a invasão de propriedade privada. O próprio líder provisório do partido, Leonardo Péricles, é morador de uma área invadida em Belo Horizonte.

“Está na hora de a maioria ter privilégios no Brasil. Ela nunca teve. Está na hora de ter. Esse povo preto, pobre - que está sofrendo nas periferias -, as mulheres, os camponeses, os povos tradicionais, os indígenas. Está na hora de esses serem o poder." afirma Péricles.

Ao que tudo indica, o UP surge apenas como mais um braço da velha esquerda brasileira, atualmente desnorteada e cambaleante, incapaz de se reinventar. Um mais do mesmo que já não tem qualquer apelo frente a população cansada das antigas ladainhas socialistas.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários